BIOGRAFIA

Júlio Martins [Júlio Martins da Silva]

1893, Icaraí | RJ - Brasil 

1978, Rio de Janeiro | RJ - Brasil

Nasceu em Icaraí, Niterói, no final do século IXI. Começou a vida na roça. Desde garoto, depois de alfabetizado, procurou escolas e até professor particular para aprender gramática, pois gostava muito de poesia, que acabou depois por compor concomitantemente à realização de várias de suas pinturas. Seu pai, João Martins da Silva, morava na roça e trabalhava na cidade como cozinheiro. Com a morte do pai, a família não pode pagar a meia ao fazendeiro e vai para o Rio de Janeiro, dividindo-se por casas de família para prestar serviços domésticos. Alfabetizado no emprego por exigência da mãe, aos oito anos de idade Júlio dava recado, fazia compras. Depois de idas e vindas à companhia materna e de passar por variados empregos, sempre comprando e lendo livros, terminou indo para a cidade do Rio de Janeiro. Levou aí a vida de certa boemia: trabalhava uns meses, parava por causa do carnaval, ia muito a teatro, aos cafés-concertos. Empregou-se, então, como peão no Hotel Avenida, passando a cozinheiro até se aposentar.

Começou a pintar com lápis crayon aos 29 anos. Aos 47 anos de idade usa pela primeira vez o lápis de cor. Após a aposentadoria como cozinheiro, morando no morro União, em Coelho da Rocha (RJ), até sua morte, Júlio dedica-se exclusivamente à pintura, agora com tinta a óleo, técnica em que se iniciara quando morava no Centro. A sua pintura constitui-se essencialmente de paisagens, com o predomínio do verde, sua cor predileta. Ele as imagina, pormenorizando-as, contudo, de atentos e realistas estudos de folhas, árvores, pássaros, flores, gestos, vestimentas, animais. As figuras humanas se fundem harmoniosamente no halo verde da paisagem, colhendo flores, em cirandas de mãos dadas. Tudo é delicadeza, idílio, euforia, às vezes repassada de uma ponta de humor. Nascido no século XIX, Júlio morreu aos 85 anos e teve a plena experiência em sua vida urbana das transformações sociais e tecnológicas ocorridas nesse largo período. Apesar da discreta metafísica de que se imbui seu trabalho, ele não se furtou à exposição da angústia histórica do seu tempo, exprimindo-a com igual sutileza.

Fonte: Pequeno Dicionário do Povo Brasileiro, século XX | Lélia Coelho Frota – Aeroplano, 2005

CV

Exposições Individuais:


2012 Um mundo embrulhado para presente Júlio Martins da Silva | pinturas, Galeria Estação, São Paulo, SP, Brasil


1973 Individual, Galeria Intercontinental, Rio de Janeiro, RJ, Brasil


1973 Individual, Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), Rio de Janeiro, RJ, Brasil


1969 Individual, Galeria Escada, Rio de Janeiro, RJ, Brasil


 


Exposições Coletivas:


2016 Entre Olhares d’alma brasileira, Museu Afro Brasil, São Paulo, SP, Brasil


2002 Pop Brasil: a arte popular e o popular na arte, CCBB, São Paulo, SP, Brasil 


2010 Pavilhão das Culturas Brasileiras: Puras Misturas, Pavilhão de Culturas Brasileiras, São Paulo, SP, Brasil


2006 Viva Cultura Viva do Povo Brasileiro, Museu Afro Brasil, São Paulo, SP, Brasil


2000 Brasil + 500 Mostra do Redescobrimento. Arte Popular, Fundação Bienal, São Paulo, SP, Brasil


1988 O Mundo Fascinante dos Pintores Naïfs, no Paço Imperial, Rio de Janeiro, RJ, Brasil 


1982 Futebol: interpretações, Galeria de Arte Banerj, Rio de Janeiro, RJ, Brasil


 


Publicações Selecionadas:


2018  Arte popular brasileira: olhares contemporâneos, Editora WMF Martins Fontes, São Paulo, SP, Brasil


2012 Um mundo embrulhado para presente Júlio Martins da Silva | Pinturas, Paulo Pasta e Vilma Eid, Lis Gráfica, São Paulo, SP, Brasil


2007 Viva a Cultura Viva do Povo Brasileiro, Museu Afro Brasil, São Paulo, SP, Brasil


2000 Mostra do Redescobrimento - Brasil 500 anos | Arte Popular, Takano Editora, São Paulo, SP, Brasil


1988 A mão Afro-Brasileira: Significado da Contribuição Artística e Histórica, Fundação Emílio Odebrecht, São Paulo, SP, Brasil

EXPOSIÇÕES

encerrado
são paulo

Um mundo embrulhado para presente Julio Martins da Silva | pinturas

13.11.2012 - 19.12.2012
encerrado

ArtRio 2018

27.09.2018 - 30.09.2018

VIDEOS

Documentário - Júlio Martins | O que eu estou vendo?
Artista fala sobre sua história e sobre seu processo criativo...
Documentário