BIOGRAFIA

Antônio Poteiro [ Antônio Batista de Souza ]

1925, Santa Cristina da Posse | Braga - Portugal 

2010, Goiânia | GO - Brasil

Chegou criança de colo ao Brasil. Morou em São Paulo, em Minas Gerais e entre os índios Carajás na ilha Bananal. Depois, fixou-se definitivamente em Goiânia (GO), em 1955. Trabalho como cisterneiro, padeiro, cozinheiro e faxineiro antes de iniciar-se na arte do barro em Araguari, junto ao pai, o ceramista Américo de Souza, que fazia potes e outros utensílios domésticos. Foi assim que o apelido Poteiro se juntou ao seu nome. 
Da destreza em confeccionar potes surgiu o desejo de dar outras formas à matéria: a escultura. Poteiro esculpe santos, grandes urnas com relevos, animais associados ao sagrado, sonhos geradores de humanidade. Raras vezes o casamento de uma arte da terra com temas da criação do mundo encontrou intérprete tão extraordinário como ele. “Há na sua obra uma teatralidade barroca”, escreve a crítica Aline Figueiredo. 

Aliás, grande parte do seu temário é religiosa. Em 1973, animado por Siron Franco, iniciou-se na pintura, pintando diretamente sobre a tela, sem desenho prévio, de maneira dramática e usando as cores primárias com magistral equilíbrio. À sua preocupação religiosa soma-se em muitas instâncias um sentido de crítica política: em uma de suas “Últimas Ceias”, por exemplo, a decoração da mesa é feita com notas de dólar e libra. “Na pintura”, declara em entrevista de 1977 a Frederico de Morais, “eu uso os mesmos temas da cerâmica: Deus-único, Deus-balança, um punhado de santos, temas regionais, as cavalhadas, cirandas, tudo com um pouco de fantástico saído da minha cabeça”. Sua obra, embora numerosa, mantém um alto nível de realização, que o situa entre os artistas de maior importância no país. Ganhou projeção internacional: participou por duas vezes da Bienal Internacional de São Paulo (1981 e 1991), expôs em mais de vinte países e recebeu inúmeros prêmios em salões de arte plásticas, com amplo reconhecimento da crítica. 

Fonte: Pequeno Dicionário do Povo Brasileiro, século XX | Lélia Coelho Frota – Aeroplano, 2005

CV

Exposições Individuais: 


2020 Poteiro - Uma homenagem, Galeria Estação, São Paulo, SP, Brasil


2016 Um Certo Olhar – Coleção Celma Albuquerque, Galeria Estação, São Paulo, SP, Brasil  


2012 Homenagem a Antônio Poteiro, MAG – Museu de Arte de Goiânia, Goiânia, GO, Brasil 


2000 500 Anos do Brasil por Antonio, o Brasileiro Poteiro, Teatro Nacional Cláudio Santoro, Brasília, DF, Brasil  


1997 Antônio Poteiro, Galeria Nara Roesler, São Paulo, SP, Brasil  


1996 Antônio Poteiro, Manoel Macedo Escritório de Arte, Belo Horizonte, MG, Brasil 


1996 Retrospectiva 33 Anos: Cerâmica e Pintura, Fundação Jaime Câmara, Galeria Casa Grande, Goiânia, GO, Brasil  


1994 Antônio Poteiro, Galeria de Arte São Paulo, São Paulo, SP, Brasil  


1991 Antônio Poteiro, Embaixada da França: Galeria Le Corbusier, Brasília, DF, Brasil  


1987 Antônio Poteiro, Embaixada de Portugal: Fundação Calouste Gulbenkian, Brasília, DF,Brasil  


1987 Antônio Poteiro, Galeria de Arte do Cassino, Estoril, Portugal 


1987 Antônio Poteiro, Varsailles Galeria de Arte, Rio de Janeiro, RJ, Brasil 


1986 Antônio Poteiro, Brazilian-American Cultural Institute, Washington, Estados Unidos  


1985 Antônio Poteiro, Galeria Bonino, Rio de Janeiro, RJ, Brasil  


1985 Antônio Poteiro, Fundação Guayasamin, Guaiaquil, Equador 


1985 Antônio Poteiro, Fundação Guayasamin, Quito, Equador  


1985 Antônio Poteiro, Fundação Guayasamin, Cuenca, Equador  


1984 Antônio Poteiro, Galeria de Arte São Paulo, São Paulo, SP, Brasil  


1983 Antônio Poteiro, Galeria Bonino, Rio de Janeiro, RJ, Brasil  


1982 Antônio Poteiro, Oscar Seraphico Galeria de Arte, Brasília, DF, Brasil 


1981 Antônio Poteiro, Galeria Bonino, Rio de Janeiro, RJ, Brasil


 


Exposições Coletivas:


2003 Humanidades, Galeria Tina Zappoli, Porto Alegre, RS, Brasil


2003 Tesouros da Caixa: arte moderna brasileira no acervo da Caixa, Conjunto Cultural da Caixa, Rio de Janeiro, RJ, Brasil


2002 Pop Brasil: a arte popular e o popular na arte, CCBB, São Paulo, SP, Brasil


2001 Forma-e-Cor como Luz nos Naïfs, Galeria Itaú Cutural, Brasília, DF, Brasil


2001 Forma-e-Cor como Luz nos Naïfs, Galeria Itaú Cutural, Penápolis, SP, Brasil


2000 Brasilidades, Centro Cultural Light, Rio de Janeiro, RJ, Brasil


2000 Brasil + 500 Mostra do Redescobrimento, Fundação Bienal, São Paulo, SP, Brasil


2000 Cerâmica Brasileira: construção de uma linguagem, Centro Brasileiro Britânico, São Paulo, SP, Brasil


1998 Exposição do Acervo da Caixa, Conjunto Cultural da Caixa, Curitiba, PR, Brasil


1998 16º Salão Nacional de Artes Plásticas, MAM/RJ, Rio de Janeiro, RJ, Brasil


1998 Exposição do Acervo da Caixa, no Conjunto Cultural da Caixa, Rio de Janeiro, RJ, Brasil


1997 Exposição do Acervo da Caixa, Conjunto Cultural da Caixa, Porto Alegre, RS, Brasil


1997 Exposição Paralela, Museu da Caixa Econômica Federal, Porto Alegre, RS, Brasil


1997 Exposição do Acervo da Caixa, Conjunto Cultural da Caixa, São Paulo, SP, Brasil


1996 Brasilianische Kunst der Gegenwart, Bayer AG - Foyer Hochhaus W1, Leverkusen, Alemanha


1996 Brasilianische Kunst der Gegenwart, Bayer AG – Feierabendhaus, Dormagen, Alemanha


1996 Arte Brasileira Contemporânea, MAM/SP, São Paulo, SP, Brasil


1995 Coleções de Brasília, Ministério das Relações Exteriores. Palácio do Itamaraty, Brasília, DF, Brasil


1995 Filhos do Abaporu, Arte do Brasil, São Paulo, SP, Brasil


1994 Pintura Naïf, Universidade Católica Portuguesa, Lisboa, Portugal


1992 A. Poteiro, Lorenzato, Rodelnégio, Manoel Macedo Galeria de Arte, Belo Horizonte, MG, Brasil


1992 Viva o Povo Brasileiro, MAM/RJ, Rio de Janeiro, RJ, Brasil


1991 21ª Bienal internacional de São Paulo, Fundação Bienal, São Paulo, SP, Brasil


1990 Pintura, Presença e Povo na Arte Brasileira, Museu da Casa Brasileira, São Paulo, SP, Brasil


1989 3ª Bienal de Havana, Havana, Cuba


1988 O Mundo Fascinante dos Pintores Naifs, Paço Imperial, Rio de Janeiro, RJ, Brasil


1988 Exposição de Pintura Primitiva Brasileira, The Ginza Art Space, Tóquio, Japão


1987 Brésil, Art Populaire Contemporain, Grand Palais, França, Paris


1987 Brésil-Naïfs, Galeria Bàb Rouah, Rabat, Marrocos


1985 16º Panorama de Arte Atual Brasileira, MAM/SP, São Paulo, SP, Brasil


1984 7º Salão Nacional de Artes Plásticas, MAM/RJ, Rio de Janeiro, RJ, Brasil


1983 80 Anos de Arte Brasileira, Fundação Clóvis Salgado, Palácio das Artes, Belo Horizonte, MG, Brasil


1983 80 Anos de Arte Brasileira, MACC, Campinas, SP, Brasil


1983 80 Anos de Arte Brasileira, MAC/PR, Curitiba, PR, Brasil


1983 14º Panorama de Arte Atual Brasileira, MAM/SP, São Paulo, SP, Brasil


1982 80 Anos de Arte Brasileira, MAB/FAAP, São Paulo, SP, Brasil


1981 16ª Bienal Internacional de São Paulo, Fundação Bienal, São Paulo, SP, Brasil


1980 4ª Biennale Internazionale Naïf, Lombardia, Itália


1980 4ª Biennale Internazionale Naïf, Fiera, Itália


1980 4ª Biennale Internazionale Naïf, Ente, Itália


1980 Salão de Pintura Naïf, Galeria de Arte do Cassino Estoril, Estoril, Portugal


1980 Coletiva, promovida pelo Ministério das Relações Exteriores do Brasil, Filipinas


1980 Coletiva, promovida pelo Ministério das Relações Exteriores do Brasil, Romênia


1980 Coletiva, promovida pelo Ministério das Relações Exteriores do Brasil, Hannover, Alemanha


1980 Coletiva, promovida pelo Ministério das Relações Exteriores do Brasil, Düsseldorf, Alemanha


1978 Quatro Artistas Goianos, Instituto de Estudos Superiores, Cidade do México, México


1978 Quatro Artistas Goianos, Casa de Cultura de Monterrey, Cidade do México, México


1978 Quatro Artistas Goianos, Instituto Ateneu Fuentes de Saltillo, Cidade do México, México


1978 Cerâmica e Pintura, Centro de Atividades do SESC, Rio de Janeiro, RJ, Brasil


1978 Brazilian Naïf Painters, Naïve Art Gallery, San Francisco, Estados Unidos


1978 1ª Bienal Latino-Americana de São Paulo, Fundação Bienal, São Paulo, SP, Brasil


1976 Arte Popular Brasileira/Coleção Jacques de Benqué, MAM/RJ, Rio de Janeiro, RJ, Brasil


1976 13ª Bienal Nacional, Fundação Bienal, São Paulo, SP, Brasil


1976 Cerâmica do Salão do SESI, SESI, São Paulo, SP, Brasil


1974 1ª Biennale Internazionale Naïf, Como, Itália


1972 Coletiva de Cerâmica, Salomé Gallery, New Orleans, Estados Unidos


1968 Cerâmica, Museu de Arte Popular, Rio de Janeiro, RJ, Brasil


1967 Cerâmica, Museu de Salvador, Salvador, BA, Brasil


 


Coleções Públicas:


MAM Rio, Rio de Janeiro, RJ, Brasil


MAM SP, São Paulo, SP, Brasil


Museu da Casa Brasileira, São Paulo, SP, Brasil 


Museu Municipal de Obidor, Obidor, Portugal


 


Publicações Selecionadas:


2020 Poteiro - Uma homenagem, Vilma Eid e Ana Avelar, Lis Gráfica, São Paulo, SP, Brasil


2016 Catálogo exposiçnao Um Certo Olhar – Coleção Celma Albuquerque, São Paulo, SP, Brasil


2005 Pequeno Dicionário da Arte do Povo Brasileiro - século XX, Lélia Coelho Frota, São Paulo, SP, Brasil


2002 O Mundo da Arte Popular Brasileira, Angela Mascelani, Museu Casa do Pontal, Rio de Janeiro, RJ, Brasil


2000 Brasil + 500 Mostra do Redescobrimento: Arte Popular, Catálogo, Fundação Bienal, São Paulo, SP, Brasil


1996 Artes Plásticas Brasil 96 - Júlio Louzada


1992 Artes Plásticas Brasil 92, Júlio Louzada


1990 L’Arbre ET Les NAFS, Jacques Brosse , Ed. Max Fourny, França


1987 Brasil Arte Popular Hoje, MINC, Projeto Brasil/ França, Paris, França


1987 La Cité et les Naifs, Gilles Mermet, Msée D"Art NAIF de L"Ile de France, Paris, França


1986 Da Coleção - Os Caminhos da Arte Brasileira, Frederico de Moraes, Ed. Júlio Bogoricin Imóveis, Rio de Janeiro, RJ, Brasil


1985 Artistas da Cerâmica Brasileira, Jacob Klintowitz, Ed. Raízes, São Paulo, SP, Brasil


1985 O Centro-Oeste, Alain Draeger, com texto de Bernardo Elis e Aline Figueredo, Banco Francês e Brasileiro S.A., Rio de Janeiro, RJ, Brasil


1984 Estudo sobre Antônio Poteiro, Ilka Canabrava, Fundação Getúlio Vargas - FGV, Rio de Janeiro, RJ, Brasil


1983 História Geral da Arte no Brasil, Walter Zanini, Ed. Instituto Walter Moreira Sales, São Paulo, SP, Brasil


1982 Arte Cerâmica no Brasil, Mary Di Yori, I Congresso Ibero Americano de Cerâmica, Vidrio y Refratários, Málaga, Espanha


1980 Arte Cerâmica no Brasil, Pietro Maria Bardi, Ed.Banco Sudameris Brasil S.A., São Paulo, SP, Brasil


1979 Artes Plásticas no Centro-Oeste, Aline Figueredo, Ed. Museu de Arte e Cultura Popular, UFMT, Cuiabá, MT, Brasil


1978 Aspectos da Pintura Primitiva Brasileira,Flávio de Àquino, Scala Editora, São Paulo, SP, Brasil


1972 Divisão regional para o estado e defesa do folclore no estado de Goiás, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, GO, Brasil

EXPOSIÇÕES

encerrado

SP Arte 2014

02.03.2014 - 06.03.2014
encerrado

SP Arte 2013

04.04.2013 - 07.04.2013
encerrado

SP ARTE 2012

10.05.2012 - 13.05.2012
encerrado
são paulo

Poteiro - Uma homenagem

30.06.2020 - 30.08.2020
encerrado
são paulo

Um certo olhar - Coleção Celma Albuquerque

30.08.2016 - 15.10.2016

TOUR VIRTUAL

3D Visitar

VIDEOS

Poteiro - Uma homenagem
Vilma Eid [diretora Galeria Estação] fala sobre a exposição Poteiro - Uma homenagem....
Documentário