BIOGRAFIA

Mudinho [Manoel Ribeiro da Costa]

1906, Búzios | RJ - Brasil

1987, Búzios | RJ - Brasil

Lavrador e pescador, Mudinho, sobreviveu com o irmão Alfredo à morte de 11 irmãos. Por amizade e dificuldade de audiçaõ e fala morou com o irmão e sua familia por muito tempo. Viviam de lavoura de subsistencia e pesca. A vida de ambos melhorou quando a habilidade de trabalhar a madeira se tornou patente ao começarem a construir embarcações com toras de madeira. A destreza dos irmãos na carpintaria tornou-se conhecida e atraiu um dia a visita do artista  José d’Ávila, que veio procurá-los em busca de esculturas.

Mudinho resolveu fazê-las e esculpiu o primeiro trabalho em tora de jaqueira. A sua boa aceitação fez com que a escultura passasse a ser a primeira fonte de renda da familia, que no entanto, não abandonou de vez as atividades de pesca e plantio. Animais, fruteiras, gamelas e principalmente figuras hieráticas de orantes, talhadas no vinhático, no jequitiba ou na copaíba, com síntese formal próxima aos ex-votos nordestinos constituem o repertório dos irmãos da Costa. As figuras, sentadas ou em pé, de homens e mulheres, mostram um tratamento sensível na representação de braços, pernas e pés. As cabeças, volumosas, harmonizam-se, no entanto, com a concepção geral da figura, mostrando algumas vezes vazados entre o cabelo e o rosto. O trabalho de Mudinho e Alfredo, valorizado pelos meios intelectuais carioca e fluminense, intergra inúmeras coleções particulares, bem como o acervo do Museu de Ingá, da Fundação de Museus do Estado do Rio de Janeiro.

Fonte: Pequeno Dicionário do Povo Brasileiro, século XX | Lélia Coelho Frota – Aeroplano, 2005